2010/10/09

“John Lennon” se fosse vivo, fazia hoje 70 anos

John Winston Ono Lennon (Liverpool, 9 de Outubro de 1940 — Nova Iorque, 8 de Dezembro de 1980), foi um músico, compositor, escritor e activista em favor da paz britânico.
John Lennon ganhou notoriedade mundial como fundador do grupo de rock britânico The Beatles. Na época da existência dos Beatles, John Lennon formou com James Paul McCartney o que seria uma das mais famosas duplas de compositores de todos os tempos, a dupla Lennon e McCartney. John Lennon foi casado com Cynthia Powell, e com ela teve o filho Julian. Em 1966, conheceu a artista plástica japonesa Yoko Ono. Em 1968, Lennon e Yoko produziram um álbum experimental, "Unfinished Music No.1: Two Virgins ", que causou controvérsia por apresentar o casal nu, de frente e de costas, na capa e contracapa. A partir deste momento, John e Yoko iniciariam uma parceria artística e amorosa. Cynthia Powell pediu o divórcio no mesmo ano, alegando adultério. Em 1969, o casal se casou numa cerimónia privada no rochedo de Gibraltar. Usaram a repercussão de seu casamento para divulgar um evento pela paz, chamado de "Bed in", ou "John e Yoko na cama pela paz", como um resultado prático de sua lua-de-mel, realizada no Hotel Hilton, em Amsterdã. No final do mesmo ano, Lennon comunicou aos seus parceiros de banda que estava deixando os Beatles. Ainda no mesmo período, Lennon devolveu sua medalha de Membro do Império Britânico à Rainha Elizabeth, como uma forma de protesto contra o apoio da Grã-Bretanha à guerra do Vietname, o envolvimento da Inglaterra no conflito de Biafra e "o fraco desenvolvimento de Cold Turkey nas paradas de sucesso".
Em 10 de abril de 1970, Paul McCartney anunciou oficialmente o fim dos Beatles. Antes disso, John Lennon havia lançado outros dois álbuns experimentais, "Life with lions" e "Wedding album". Também lançara o compacto "Cold Turkey" e o disco ao vivo "Live peace in Toronto", creditados à banda "Plastic Ono Band", com a participação de Eric Clapton. No final do ano, sai o primeiro disco solo de Lennon, após o fim dos Beatles: John Lennon/Plastic Ono Band, que contou com a participação de Ringo Starr, Yoko Ono e Klaus Voormann.
Durante a década de 1970, John e Yoko envolveram-se em vários eventos políticos, como promoção à paz, pelos direitos das mulheres e trabalhadores e também exigindo o fim da Guerra do Vietname. Seu envolvimento com líderes da extrema-esquerda estadunidense, com Jerry Rubin, Abbie Hoffman e John Sinclair, além de seu apoio formal ao Partido dos Panteras Negras, deu início a uma perseguição ilegal do governo Nixon ao casal. A pedido do Governo, a Imigração deu início a um processo de extradição de John Lennon dos EUA, que durou cerca de 3 anos, período em que John ficou separado de Yoko Ono por 18 meses, entre 1973 e 1975.
Após reconciliar-se com Yoko, vencer o processo de imigração e conseguir o Green Card, Lennon decidiu afastar-se da música para dedicar-se à criação de seu filho Sean Taro Ono Lennon, nascido no mesmo dia de seu aniversário em 1975. O casal voltou aos estúdios em 1980 para gravar um novo álbum, Double Fantasy, lançado em Novembro. Era como um recomeço. Porém em 8 de Dezembro do mesmo ano, John foi assassinado em Nova York por Mark David Chapman, quando retornava do estúdio de gravação junto com a mulher.
Dentre as composições de destaque de John Lennon (creditadas a Lennon/ McCartney) estão "Help!", "Strawberry Fields Forever" e "All You Need Is Love", "Revolution", "Lucy in the Sky with Diamonds", "Come Together","Across the Universe,"Don't Let Me Down" e na carreira solo "Imagine", "Instant Karma!", "Happy Xmas (War Is Over)", "Woman", "(Just Like) Starting Over" e "Watching the Wheels".
Sou possuidor destes álbuns, apesar de seu fã adoro a música, tanto a solo como na formação Beatles. Aqui vos deixo, em vídeo, o que dele mais escuto (Woman).
Em 2002, John Lennon entrou em oitavo lugar em uma pesquisa feita pela BBC como os 100 mais importantes britânicos de todos os tempos.
Recentemente, em 2008, John foi considerado pela revista Rolling Stone, o 5º melhor cantor de todos os tempos.
Hoje mesmo estive a escutar muitos temas deste morto/vivo "John Lenon. Aconcelho-vos!
video

6 comentários:

  1. Lennon jamais será esquecido.
    Maravilha de homenagem, José.

    Tenha um excelente domingo.

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderEliminar
  2. José, que linda homenagem!
    Sou fã de John Lennon também, minhas preferidas são...
    Imagine, Oh my love e In my life...São lindas!
    John Lennon estará vivo em nossas memórias.
    Beijos e um grande abraço.

    ResponderEliminar
  3. lennon é toda uma instituição musical.
    do ponto de vista pessoal, ele e o seu "woman" são alguns dos mais belos momentos passados com amigos, na praia, quando eu tinha apenas 13/14 anos...
    imortal!
    um abraço!

    ResponderEliminar
  4. Pelo amor de Deus, faça o favor de revisar o português.
    Aconselho
    Mari Monteiro

    ResponderEliminar
  5. JOHN LENNON,foi o máximo! o cara era poeta,ator e um grande cantor,sua voz era um instrumento a mais nos discos dos BEATLES,quiz sair da banda e saiu e ela acabou,e ele vendeu muitos discos e compôs grandes sucessos fora dos BEATLES...Sempre ouvi BEATLES na minha imfãncia e meu filho hoje tem uma banda de SUCESSO e ele é o vocalista,graças a JOHN LOENNON...e se eu gostasse de PAGODE??!!aaiiikkkkkkkkkkkk
    abraço,,,, ROBERTO PYLRO

    ResponderEliminar
  6. Seu Filho Talvez Estaria Cantando te filmando eu estava Quieto no meu Canto !!!!!!! kkkk

    ResponderEliminar